quarta-feira, 11 de março de 2009

HOMENS DETESTAM AS MULHERES MAGRAS

Edward de Souza

Não sei por recomendação de quem essas jovens de hoje foram convencidas a emagrecerem excessivamente como um dos requisitos para triunfar na carreira de modelo. E, assim, elas perdem tanto peso que ficam só com a pele sobre os ossos. Desaparecem as nádegas e os seios. Os olhos afundam nas órbitas e as coxas ficam tão finas e tão separadas pela carência de carne que por entre elas pode passar uma criança de médio porte. E, no entanto, tais perfis anoréxicos são apresentados como padrão de beleza! Os romanos eram grandes formuladores de frases sentenciais. E é a uma delas que recorro agora: ”De gustibus et colorem non disputadum”, que, passando para o nosso vernáculo, significa que de gostos e de cores não se deve discutir. Sábio conselho! Mas, fazendo pouco caso dele, digo que são feias de corpo essas gentis moças que desfilam nas passarelas da moda, apresentando roupas que, em sua maioria, nenhuma mulher, com um pingo de juízo, teria coragem de usar, tão ridículas e até mesmo grotescas são. Discutir o assunto seria inútil. Afinal, devo admitir que existem homens, por menor que seja o número deles, que admiram esse tipo de compleição física. Mas uma coisa ouso assegurar e essa coisa é que não se trata de brasileiros. Estes gostam de mulheres cheias de corpo, carnudas. Esse gosto herdamos dos colonizadores portugueses. Devo confessar, sempre achei a maior graça nas meia gordinhas. Para começar, elas são mais expansivas e alegres que as magras e topam qualquer parada. Nunca conheci uma meia gordinha que impusesse restrições ao imaginário erótico de um homem - no caso, eu mesmo, meio gordinho. É claro, desde que não proponha nada de acrobático demais, como saltar de cima de um guarda-roupa, por exemplo. A meia gordinha, sexualmente realizada, é um dos seres mais calmos do planeta. De modo que, não importando quem assevere o contrário, as jovens magras que desfilam hoje nas passarelas dos “fashions qualquer coisa” de maneira nenhuma representam o tipo de mulher ao agrado do brasileiro, estão perdendo a cintura, fazendo musculação e trabalhando o abdômen. Alguns homens podem estar rejeitando esse novo padrão estético feminino, extremamente masculino (e em alguns casos assexuado) e se interessando pelas mulheres que ainda conservam sua feminilidade. As gordinhas possuem curvas bem femininas e pele macia e certamente estão em vantagem. Lamento por essas moças que parecem saídas de um campo de concentração, ao modo dos que havia durante a segunda guerra mundial. E não são poucas as que têm morrido por anorexia. Finalizando, um brinde a Preta Gil e Fafá de Belém, que de fome não morrerão nunca.

27 comentários:

  1. Meu querido amigo Edward,

    Você precisa consultar um médico, começo a preocupar-me contigo. Primeiro defende o cigarro e provoca uma polêmica danada em jornal e blogs desse Brasil afora. Agora defende as gordinhas e mete o pau nas magras (rssssssssss...) Você sabe que sou magra, mas não muito magrinha, né? Significa que não gosta mais de mim? Perdi um amiguinho querido? Ahhhhh... Quem vê cara não vê coração, você sabe disso. Nesse caso, quem vê corpo não enxerga sentimentos. Nada a ver com as gordinhas, tá? Senão recebo um bombardeio sem merecer (rssssssssssss....)

    Thalita - Santo André

    ResponderExcluir
  2. Edward,

    "... no caso, eu mesmo, meio gordinho..."

    Quanta modéstia nessa afirmativa....hahahahaha...

    Quem gosta de osso é cachorro, estilista e caixão.


    abraçosssssss

    ResponderExcluir
  3. Quer maior tortura pra mim? Fazer dieta! Imagina passar fome como essas modelos anoréxicas fazem. Elas inibem o apetite com o cigarro, então imagina! Mal humoradas de tanta fome e com boca de cinzeiro! Não há homem mesmo que suporte!

    Eu me considero na média. Nem muito gordinha, nem muito magrinha. Mas, confesso que tenho dias de crise que queria ficar com as coxas fininhas! É o mal das mulheres! Quase nunca estão 100% satisfeitas!

    ResponderExcluir
  4. Prefiro uma mulher com coxas, seios e nádegas fartos, portanto prefiro as gordinhas, pois gosto de sentir o corpo da mulher. A mulher magra, tipo modelo de passarela não reflete a minha preferência. Quem gosta de taboa é ferro e passadeira.

    Luiz Roberto - Rio

    ResponderExcluir
  5. Recadinho para a Renata, acima. Não emagreça demais, fique como está. Pela sua foto você é linda e está ótima.

    Fernando - São Paulo

    ResponderExcluir
  6. Muitas vezes são as próprias mulheres que divulgam esses cânones de beleza irreais e que competem entre si para ver quem é a mais magra, a mais jovem, a mais bem vestida.
    Como o mundo moda tem um público-alvo maioritariamente feminino, todos esses esteriótipos são levados ao extremo nesta dimensão. Ironicamente, o mundo da moda é acusado de promulgar esses cânones, quando é a própria sociedade que sofre de uma patologia de valores (a nível estético e ético). Um é o reflexo do outro.
    As pessoas querem o sonho, o irreal e o inalcançável e investem dinheiro nisso. Enquanto a sociedade não tiver maturidade para investir em coisas que valem a pena, continuaremos a ver mulheres «de plástico» nos meios de comunicação social...

    ResponderExcluir
  7. A partir de hoje vou ao MacDonald e comer uns 3 ou 4 X Tudo, com mais tudo. Custei para fazer um regime, perdi 8 quilos, fiquei magrinha e Buáááááááááááááááááá... Os homens não vão gostar de mim. Triste a sina de uma mulher.

    Regina - Uberaba -MG

    ResponderExcluir
  8. A mulher tem mais é que se gostar e não se importar com o que pensam ou querem dela.
    A mulher de hj reclama da opressão masculina, mas não se dá conta que tb se deixa oprimir pela industria da moda e da beleza, que quer fazer dela uma Barbie sem miolo..
    Isildinha- Osasco

    ResponderExcluir
  9. Sou estudante de moda e apaixonada pelo q faço, e sinceramente, não vejo em meu meio essa cobrança tão exagerada pelo padrão esquelético, ao contrário, cada vez mais são explorados diferentes públicos, inclusive as gordinhas, pois hoje valorizamos o diferente. Acho um absurdo pessoas q não compreendem o q é a moda “etiquetar” esta como fútil, inútil e causadora de todos os problemas do mundo. Toda a mídia está aí para incentivar a “ditadura da magreza”, e de forma muito mais abrangente e carrasca do que a moda, o que precisamos é ter bom senso e respeito por todos os tipos físicos, inclusive pelas super magrinhas, que tmbm são muitas.

    Karina - Porto Alegre

    ResponderExcluir
  10. Depois que o Masini entrou nesse blog, taxando-se de gordinho, acredito em tudo. Outro dia convidei o Masini para tomar um chope. Quando descemos do carro foi um Deus nos acuda! O que tinha de cachorros em volta não era brincadeira. Estavam todos de olho nas costelas do meu amigo, acreditem! Fui obrigado a entrar no carro e procurar um lugar onde não haviam cães para que ele pudesse descer. Se homens magros fossem modelos especiais, Masini seria a Gisele Bunchen de calças. Iria faturar uma nota preta e eu seria seu empresário, claro.

    Abraços a todos que participam desse blog e aceitem meus mais sinceros agradecimentos.

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  11. hasuhasuhasuhasuhaush...

    Edward e suas lendas urbanas (comentário acima).... hahahahahahahaha

    ResponderExcluir
  12. Muitas das aminha amigas são magras, magrinhas até e queixam-se que gostariam de engordar um pouco. Eu acho elas lindas assim. Agora, eu sou fofinha ou gordinha como quiserem chamar e apesar de não me importar de perder uns dois três quilos, também me acho linda assim! O que não me parece nada lindo é a magreza doentia (porque nota-se quando é natural e quando é doentia) e essa mania mais doentia ainda de toda a gente querer ser igual, ter o mesmo corpo. Não é a nossa diferença que nos torna únicas?

    Mônica - Blumenau

    ResponderExcluir
  13. Pouco tempo atrás li numa notícia de que as modelos excessivamente magras estão proibidas de participar dos desfiles do Madrid Fashion Show. Foi uma das melhores medidas que tomaram e espero que se espalhe para outros centros. Na minha opinião, modelos excessivamente magras não são charmosas, mas sim desengonçadas e passam uma imagem de que estão doentes. Na verdade, estão mesmo. Eu acho que os estilitas deveriam pensar na moda com mais diversidade, pois o mundo não gira só em torno das mulheres magras. existem de todos os tipos e pra todos os gostos.

    Natália - Curitiba

    ResponderExcluir
  14. Ana Célia de Freitas.quarta-feira, 11 março, 2009

    Olá meu amigo.
    Hoje em dia, virou moda, o assunto é regime, acho que as mulheres estão um pouco complexadas com os tais quilinhos a mais.
    Concordo contigo, na maioria dos casos as gordinhas são mais alegres e espontâneas.
    Abraçosssssssssss.
    Ana Célia de Freitas. Franca/SP.

    ResponderExcluir
  15. Não preciso nem dizer. Todos no Brasil conhecem a preferência nacional: bumbum recheado. Mulheres magras não podem ter isso, transformam-se em tábuas. Desde que o mundo é mundo, todas as mulheres famosas são recheadinhas. A Mona Lisa, por exemplo. Observem o quadro. Bem rechonchudinha. Os maiores mitos de Hollywood até hoje lembrados. Vou citar algumas e vejam se elas tinham algo a ver com magrelas: Marilyn Monroe; Sofia Loren; Claudia Cardinale; Brigite Bardot; Gina Lolobrigida; Úrsula Andress e assim vai. Dificil uma magrela passar numa roda de marmanjos e ser observada, mas uma rechonchudinha, ahhhhhhhhhh... Essa recebe aplausos e olhares diversos.

    Odair Siqueira - Diadema -SP.

    ResponderExcluir
  16. Assim como o oceano só é belo com o luar
    Assim como a canção só tem razão se cantar
    Assim como uma nuvem só acontece se chover
    Assim como o poeta só é grande se sofrer
    Assim como viver sem ter amor não é viver

    (Vinícius De Moraes/tom Jobim)

    Desejo a voce um resto de semana maravilhoso
    Abraços. Eduardo Poisl

    ResponderExcluir
  17. Esse ditado de que gosto não se discute é certo. Estão malhando as magras e eu gosto. Uma mulher magra tem charme, sabe andar gingando com maestria. Por isso elas são as preferidas para desfilar nas passarelas. Imaginem uma gorda. Gastaria metros e metros de pano e sairia arrastando-se na passarela, carregando, além da banha, pano de sobra.
    E as falsas magras então? parecem magras, mas o conteúdo é cheio de carne. São lindas!

    Paulo R. Nalini - Franca

    ResponderExcluir
  18. Eu gosto de ficar bem magra, mas entendo a sua opinião, hehe!

    To seguindo seu blog!

    ResponderExcluir
  19. Lembro-me do Abelardo Barbosa, o famoso "Chacrinha". Tocando sua buzina ele oferecia de tudo, inclusive o famoso "você quer bacalhau!"

    ResponderExcluir
  20. Olá Edward! Obrigada por seguir o "Coisas que eu conto". Tb estou seguindo o seu. Bem, eu sou magrinha e confesso, já chorei d+ na época da adolecencia por ser magra. Hoje não mais. Considero-me uma pessoa feliz como meu biotipo. E adorei o comentário do Paulo, acima! Gd beijo!

    ResponderExcluir
  21. Bom, também sou bem magrinha e já sofri muito na minha adolescência com piadinhas e a falta de interesse dos rapazes. Não sou magra por opção, nasci assim por causa dessa tal de genética. Hoje estou melhor em relação ao meu corpo, não pelas magras estarem em "evidência" mas, por estar mais madura, mais confiante e por saber que posso conquistar um homem sem o auxilio da minha bunda. Mas fico realmente triste por saber que ainda existe essas mentes preconceituosas tanto para as magrinhas quanto para as gordinhas. "Viva a diferença!". O que apenas precisamos é respeitar a diferença do outro e não comentários sobre como a história dita a forma que a mulher deve ser ou textos que repugnam a idéia de que a mulher tem que ser magra e agem da mesma forma só que ditando uma outra regra, de que a mulher tem que ser "gordinha" porque assim é de agrado dos homens. Na minha opinião, esses textos são apenas um monte de palavras que se agrupam para nos mostrar que muitas mentes devem ser trabalhadas urgentemente!
    Nai

    ResponderExcluir
  22. Great article, i loved it! I'm glad there are people who think like this! ... And luckily, my boyfriend is Brazilian and he likes me "gordinha" ... heheheh
    cheers!
    versilova

    ResponderExcluir
  23. Cara, eu sou magra mas por natureza, e confesso que gostaria mesmo de ter mais ´´carne´´ mas tipow sou TOTALMENTE contra isso de bulimia, e anorexia acho ridiculo, mas vc deve lembrar tbm que existem magras naturais que são assim pq são seu biotipo . E vc fala muito rude sobre elas nao gostei me fez sentir horrivel .-.

    ResponderExcluir
  24. Gente! Mas como esse povo é BURRO!
    Gordura não é sinal de carne e sim de gordura! haha

    Gente, não tem essa de ser magra e ser gordo, uma pessoa é bonita pelo conjunto. Seja gorda ou magra, o que vale é a personalidade!

    Essa ideia de que mulher magra é sem carne NÃO EXISTE! Pelo simples fato de que quando você engorda, você não ganha corpo, só acentua o que já tem.
    Pensem na seguinte hipótese: todas as mulheres são magras. Elas jamais vão ser iguais!!! Vão ter as peitudas, as bundudas, as secas...
    Agora pense numa outra hipótese: todas as mulheres são gordas! Elas vão ser diferentes! Isso porque elas vão engordar de acordo com o seu fenótipo de magra! Quem é peituda, vai engordar mais no peito. Quem é bundada vai engordar mais na bunda. Quem tem os dois, vai engordar nos dois sentdos. E quem é seca, vai continuar seca, mas só que na versão gorda! Será que nunca ninguém percebeu isso???? Que magreza não é sinal de sem corpo e gordura não é sinal de carne? MANO, VÃO ESTUDAR BIOLOGIA E GENÉTICA! hahahah

    Veja o meu exemplo. Eu sou MUITOOO magra e sou MUITOOO peituda e tenho MUITA bunda. No entanto, tenho uma amiga que é super gordinha e é seca! Minha bunda é bem maior do que a dela em proporção e o meu peito é BEEEEM maior do que o dela, mesmo ela sendo supeer gorda e eu super magra! Caso um dia ela emagressesse, ela seria do tipo tábua. E, caso eu engordasse, eu seria do tipo rechunchuda e turbinada. É só ver minha mãe. Ela é bem gordinha e é do tipo rechunchuda. Mas na adolescência ela era como eu.

    MANO, QUE DISCUSSÃO BESTA!!!! hahah
    Esses argumentos não tem lógica nenhuma!!! Isso é padrão de corpo.

    Já reparou que tem mulheres que tem os ombros largos mas são secas? Não entanto, como são largas, tem as coxas grosas.

    Outrora, há mulheres que tem a estrutura de corpo fina e logo, pernas finas, mas tem peitos e bunda enormes.

    VÃO ESTUDAR ANATONIMA E ESTRUTURA DE CORPO, antes de apresentar argumentos sem lógica!

    GORDURA NÃO É SINAL DE CORPO!
    E PESSOAS SÃO BONITAS PELO CONJUNTO, APENAS!


    SE TOCAAAAA Corpo NÃO ESTÁ RELACIONADO com ser gorda ou magra! É genética. E genética não se muda!!!

    ResponderExcluir
  25. Outra coisa. Padrão de moda é outra história! Aquilo é tipo específico de corpo destinado a passarela. Tanto que mulheres altas magras com bunda e peito, não podem ser modelos. Nem fotográficas!

    Fora que moda é outra coisa. E eu peço a vocês que não falem de coisas que não entendem. Eu não sei nada de moda, por isso não falo. Mas do que eu sei, moda é uma coisa bem diferente do que estão falando. Envolve arte,tendências e sociedade. Não é uma coisa fútil e generalizada assim. Outra, se todas as mulheres emagrecerem, jamais serão como as modelos. Novamente, modelo é um tipo específico de corpo. Não tem relação com mulheres magras.

    Outra coisa. Esse cara que falou sobre a Marlyn Morooe, a Sophie Louren, etc, saiba que essas mulheres eram MUITO MAGRAS SIM! Mas justamente por elas geneticamente terem uma estrutura de corpo com peitos, coxas e bundas enormes, elas foram evidenciadas e valorizadas e com razão!

    Veja o exemplo da Scarllet Johnson! Ela é magra e tem os seios enormes!! E tem bunda, coxa, etc. NOVAMENTE, DESVINCULE ESSA IDEIA Gordura = carne. Isso cientificamente não tem lógica.

    Aliás, observe o mundo a sua volta. Ande no metrô. Analisa os vários tipos de mulheres e verá como tem gordas secas. E magras turbinadas e vice-versa! E TODAS possuem sua beleza!

    ResponderExcluir
  26. Imaginem...

    Que a Marta, a melhor jogadora de futebol...
    Que as jogadoras de volei...
    Que as jogadoras de basquete...
    Que as ginastas olímpicas...
    Que a Daiane dos Santos...
    Que as bailarinas...
    Que as dançarinas do Faustão...
    Que as corredoras campeãs mundiais...
    Que as dançarinas de modo geral...
    fossem TODAS GORDAS...

    Elas poderiam exercer sua profissão? NÂO! Pois, é necessário ser magro pra conseguir fôlego e elasticidade!
    Agora eu me pergunto: elas poderiam ser modelos? Também não, as jogadoras e ginastas, principalmente, têm muitos músculos, coisa que nenhuma modelo pode ter. Fora que ginástas olímpicas são baixas, troncudinhas e meio largas. Tem ombros largos e braços fortes! Modelos JAMAIS podem ser assim!
    E as nadadoras, então? São SUPER musculosas! JAMAIS poderiam ser modelos e, no entanto, são muito magras SIM!

    E as modelos podem ser atletas? CLARO QUE NÃO! Elas não tem preparo físico!!! Não tem músculos!

    Só uma coisa que eu li e muito me incomodou! TODAS AS MAGRAS SÃO IGUAIS? Acho que não, heim?
    TODAS AS GORDAS SÂO IGUAIS? Também acho que não...
    Mas só acho.

    Claro que o "acho" é irônico, caso não tenham entendido.

    Ser magro é uma questão de saúde. è muito bom estar em forma. O que a mídia impõe e o que essas garotas procuram ao emagrecer aí é exagero. E é extremamente desnecessário! Mas pô, não generaliza cara! Além de que carne é músculo e não gordura!

    Faça uma analogia com os bois. Quando você pede a carne, espera que o boi seja muito musculoso e não que seja gordo! Se vocês gostam de carne, deveriam procurar as nadadoras campeãs. Agora se gostam de gordura, estão no caminho certo!

    Mas como o comentário acima mesmo citou, corpo é definido pela genética! E é verdade!!! O fato de uma mulher ser gorda não influencia em ela ter peito ou não, por exemplo.
    Tanto, que mesmo as nadadoras tendo pernas e músculos fortes, muitas não tem seios, coisa que muita modelo têm!!! Se toca!!!

    ResponderExcluir
  27. Peito, bunda e quadril é definido pela genética!
    Nada a ver com gordura! hahahah

    Já viram como crianças e adolescentes são, no geral, magros e pais são gordos?
    Isso porque crianças e adolescentes, conseguem gastar mais energia e logo, não tem o acúmulo de nutrientes no organismo.
    Acontece, que se não se cuidarem ficarão como os pais, gordos, pois a gordura e a propensão a ser gordo ou magra também é definido geneticamente.

    Agora, se você for num colégio de Ensino Médio, vai ver como no geral as meninas são magras e que, cada uma é bem diferente da outra. Quadril, seios, coxa, altura, estrutura, tudo bem diferenciado.

    Além disso, as pessoas engordam conforme o que comem e conforme sua genética. Gordas peitudas, são peitudas quando magras. Gordas sem peito, são secas quando magras!
    De fatos, as duas da última foto não tem nenhum peito não e são enorme de gordas!

    Hoje estava andando pela Paulista (aliás vale a pena ir visitar, quem é de SP, tá mto bonita)

    E reparei em duas mulheres: duas bem diferenciadas...
    Uma alta e magra e outra baixa e gordinha.

    A baixinha era bem gorda, mas não tinha bunda nenhuma! Sabe quando a bunda é achatada? Pois é. Existem várias gordas assim. Nem peito tinha. Era barriguda sem bunda e peito.

    A alta por sua vez, certamente não poderia ser modelo. Tinha uma bunda imensa e um par de coxas enormes! Fora que tinha seios grandes.

    Comparando as duas, certamente a alta e magra usa um tamanho de calça muito maior do que a gordinha com bunda achatada. Por isso, eu pergunto a vocês, qual é a lógica desses argumentos?

    ResponderExcluir