sexta-feira, 10 de junho de 2011


Nas três últimas décadas, o conceito de liberdade sexual entre os jovens se tornou para muitos, principalmente para os conservadores, uma aberração para lá de imoral. Roupas ousadas, crianças fazendo amor ao primeiro contato com o sexo oposto, gravidez indesejadas. Liberdade de ir e vir com o consentimento dos pais. Começo de namoro que hoje chamam de “ficar”, e lá vai à menina ou o menino dormir na casa dos genitores de um deles. Tudo com beneplácito de uma sociedade cada vez mais corrompida com os valores morais que sustentam a base dessa mesma sociedade que se chama FAMÍLIA. Haveria muito mais o que falar, mas vou atentar para uma frase escrita há muitos anos por um “idealista”, que ao final deste artigo citarei o nome. “Corrompa a juventude e dê-lhe liberdade sexual”.

A imprensa e os demais órgãos de comunicação, de uma maneira geral, estão corrompidos com a verdade. Muitos deles (a maioria) visando apenas o lucro, não se importando com o que publicam ou falam. Dia deste, assistindo o noticiário de um canal de televisão, pude notar que dentro de uma ocorrência policial, quando criminosos dinamitaram os caixas eletrônicos de um banco, o repórter não mencionou o nome do banco. Provavelmente proibido de fazê-lo pela direção da emissora. Afinal, seria merchandising! O interesse público não tem importância desde que consuma ou compre o objeto de desejo. O banco, como sempre, não informou a quantia surrupiada. Acredito que não é por boas intenções.

Divulgam moda e modismos totalmente em desacordo com a moral e bons costumes. Lembram-se das tais pulseirinhas? (foto). Dos sutiãs para garotinhas de 4, 5 anos ou mais... Sapatos de salto alto, maquilagem... E se não bastasse isso, programas onde o sexo é a atração maior.

- Infiltre e depois controle todos os veículos de comunicação de massa. Outra frase de autoria do mesmo autor da primeira acima citada: “Divida a população em grupos antagônicos, incitando-os a discussões sobre assuntos sociais”. Este é o terceiro item do decálogo. Sim decálogo! Afinal, ai está a agir os movimentos rurais a revelia da lei e da ordem. Sindicatos corrompidos (veja noticiários de jornais), bolsa família, ensino deturpado. Afinal pode-se falar agora que “Os livro...” Quem ousar discordar das orientações dos órgãos de educação do governo poderá ser enquadrado como discriminador linguístico.

Os políticos brasileiros estão completamente desacreditados. E parecem que fazem questão de não mudar isso. Alguns, indiciados em processos, são indicados para ocuparem postos de relevância. É só acompanhar os noticiários e todos poderão testemunhar. A imprensa não se aprofunda nessas questões. Mais um item do idealista de 1913: “Destrua a confiança de seu povo em seus líderes”.
A palavra “democracia” tem sido usada por todos os aventureiros que se dedicam a política. Afinal, quem acredita atualmente em Senado ou Câmara de Deputados?
“Fale sempre em democracia e em Estado de Direito, mas, tão logo chegue à oportunidade, assuma o poder sem nenhum escrúpulo”. Este item completa o outro imediatamente acima. Aí está os escândalos (corrupção), a justiça lenta... A impunidade!


Desde há muito se vê construções faraônicas para servir os muitos departamentos nos três poderes da república. Um esbanjamento de dinheiro que não se justifica. E o pior de tudo é o desvio das verbas destinadas a essas construções. Lembram-se do “Juiz Lalau” (charge a direita), entre outros? Muitas outras obras são abandonadas por não ser do agrado dos sucessores do poder e ainda pela falência das construtoras. Se não bastasse isso, há ainda as verbas destinadas a uma série de ONGs que nada fazem em prol do bem estar dos brasileiros. Que tal a Sociedade “dos Amigos de Plutão” (SAP)? Essa é apenas uma das inúmeras que existem por aí.


Este parágrafo se integra ao sexto item do decálogo: “Colabore para o esbanjamento do dinheiro público”. Greves ilegais, não coibidas pelo governo. Greves que se estendem por meses. Principalmente em órgãos do governo – professores, bancários... Sabidamente dominados por partidos de ultra-esquerda.
“Promova greves, mesmo ilegais, nas indústrias vitais do País”. Mais um item da famosa cartilha do “Pai do comunismo”, o de número sete. São vários os distúrbios que acontecem no país sob o olhar complacente dos governos, sejam eles federais, estaduais ou municipais. Ruas são tomadas por passeatas de protesto ou divulgação de idéias ou movimentos. Não importa o sagrado direito de ir e vir do povo. Geralmente essas passeatas, que para mim não passam de distúrbios, acontecem em vias importantes e com acesso a hospitais, escolas... “Promova distúrbios e contribua para que as autoridades não as coíbam”. Onde o papel da imprensa? Item oito: “Contribua para a derrocada dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes”.


Não vou comentar esse item de número nove. Os meios de comunicação do país e do mundo, falam por mim: “Procure catalogar todos aqueles que possuam armas de fogo, para que eles sejam confiscados no momento oportuno, tornando impossível qualquer resistência à causa”. Estamos às vésperas de mais uma campanha de desarmamento. As armas e drogas chegam de países vizinhos e abastecem o banditismo do tráfico de drogas e armas. Todo mundo sabe disso! Em vez de o governo aumentar as verbas para que os órgãos de segurança pública interna e externa (caso das Forças Armadas), ele as diminui. Qual será o objetivo disso tudo?

Com esse item de número dez, encerramos os comentários sobre o famoso “Decálogo de Lênin (foto a esquerda), que como disse acima foi cognominado “Pai do Comunismo”. Segundo a história, foi escrito em 1913. Vladimir Ilvich Ulvanov foi um importante revolucionário russo. Líder da Revolução Russa em 1917. Sua biografia e feitos estão catalogados na Wikipédia, a enciclopédia livre na internet. Será que estou errado? Tomara!
___________________________________________
*J. MORGADO é jornalista, pintor de quadros e pescador de verdade. Atualmente esconde-se nas belas praias de Mongaguá, onde curte o pôr-do-sol e a brisa marítima. J. Morgado participa ativamente deste blog, para o qual escreve crônicas, artigos, contos e matérias especiais. Contato com o jornalista? Só clicar aqui:
jgarcelan@uol.com.br
___________________________________________

30 comentários:

  1. Olá amigos (as)...
    Depois de um longo e tenebroso inverno, vamos aos poucos atualizando o nosso blog. Esta matéria postada hoje, do amigo-irmão J. Morgado estava comigo faz um bom tempo. Como o assunto continua atual, resolvemos postá-la para marcar o reinício das atividades deste blog. Claro que não posso prometer postagens com a mesma intensidade de meses antes, mas vamos sempre, a medida do possível, não deixar nosso espaço sem assunto. No lide da matéria que tem o título “Será que estou errado?”, J. Morgado aborda o problema da liberdade sexual.

    Pois bem... Sempre acreditei que a família é um todo indivisível. Transformá-la num amontoado de pessoas sem afeto, carinho, respeito e solidariedade é crime. Criar sem educar é destruir a família, foi isto que aconteceu com o casal Richtofen em São Paulo, em que a filha Suzane e os irmãos Daniel e Cristian, o primeiro seu namorado, trucidadaram-nos sem humanidade e por motivação fútil. Impor limites e fortalecer laços de amor e solidariedade são imprescindíveis na difícil missão de criar filhos e com eles os valores necessários e tão escassos neste milênio. É inadiável a reconstrução da família, sob pena de derrocada total.

    Imaginar que a escola e a sociedade façam o papel de pais é ignorar a importância do lar, em sedimentar na criança as primeiras manifestações de amor, carinho e segurança. Os pais são o ente afetuoso e os primeiros na evolução e formação do caráter e personalidade de sua prole. É imperativo não deixar que os problemas econômicos, sociais e ainda a violência perturbem a nossa missão de educar e criar cidadãos livres e não criminosos.

    O desajuste familiar e social, fruto da automação humana é algo cruel e atinge em cheio a evolução e desenvolvimento da prole, com a falta de afeto, diálogo e de exemplo estruturante em matéria de ética, moral e solidariedade. É comum, na era do conhecimento e da cibernética, o pai ficar alheio e inteiramente absorto atrás de jornais e telas de computador e saírem de casa quando os filhos ainda dormem e voltam quando estão dormindo. São situações anômalas e demonstram que os pais estão sempre ausentes, mesmo presentes. Não há diálogo, a mensagem é de abandono. O assunto de J. Morgado prossegue e cita nossos políticos e a corrupção. Comentamos depois...

    Um forte abraço a todos!

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  2. Quisera eu, também, que J. Morgado estivesse errado e que certo, nesta matéria, fosse somente o trato agradável da escrita do jornalista competente. Creio que o conteúdo provocador é portador de verdade e urgente reflexão. É muito bom saber que existem pessoas que não fazem parte do contingente (apesar de sofrer com a deturpação de valores morais e éticos) de quem soterra ignora e esquece de fazer diagnósticos constantes da vida e sua conduta. Gostei de ver esta casa voltando às suas preciosas atividades. Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde

    Depois de uma soneca debaixo de dois cobertores devido ao frio glacial aqui na Baixada, abro o micro e, uma agradável surpresa! Não pela matéria inserida no BLOG do Edward e seus amigos, de minha autoria, mas por ver meu amigo/irmão de volta.
    Como ele diz, por enquanto não haverá matérias novas todos os dias tendo em vista seu estado de saúde.
    É um recomeço depois de “um tenebroso inverno” como ele diz. Mas a primavera vem logo após a estação fria e certamente nosso querido Edward estará soltando sua pena maravilhosa que nos acostumamos a ler e admirar.

    Um fraterno abraço Edward e a todos os nossos leitores.

    Paz. Muita Paz.

    J. Morgado

    ResponderExcluir
  4. Oi Edward, J. Morgado, amiguinhos e amiguinhas, realmente, uma surpresa agradável digna de ser festejada. Nosso blog voltando às suas atividades e o Edward bem e disposto. Estou muito feliz e vou avisar nossa turminha para que todos venham ao blog.

    Quanto ao texto, como sempre atual e preciso, J. Morgado. A sociedade brasileira não pode perder a capacidade de se indignar com a corrupção e comportamentos antiéticos dos nossos representantes no Poder, muito menos cobrar providências das autoridades. A esperança é de que um dia instituições e homens públicos se pautem unicamente pelo interesse coletivo e não façam dos cargos mero subterfúgio para se locupletarem.

    Bjos a todos,

    Larissa - Santo André - SP.

    ResponderExcluir
  5. Enfim, eis o blog voltando com tudo, ótimo! E com J. Morgado rasgando o verbo. Com razão. Se Napoleão vivesse atualmente, andaria com as duas mãos dentro do casaco. Uma por hábito. Outra, para segurar a carteira. A coisa anda feia e até o Supremo Tribunal Federal apronta das suas, libertando o Batisti, acusado de vários assassinatos na Itália, quando o dever do Brasil seria devolvê-lo ao seu país para lá ser julgado. E o Palocci, hein J. Morgado e Edward? Vai ou não explicar a multiplicação por vinte do seu patrimônio?

    ABÇS,

    Juninho - SAMPA

    ResponderExcluir
  6. Olá Amigos

    Bom dia

    O frio continua inenso aqui em Mongaguá.

    A "presidenta" parece que vai demitir mais um ministro.

    Paz. Muita Paz.

    J. Morgado

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Edward e J. Morgado!
    Somente hoje pela manhã tive acesso a internet e recebi a chamada deste texto postado hoje no nosso blog, que tanta falta está nos fazendo. E fiquei muito, mas muito contente com a volta deste espaço importante para todos nós. Ontem foi um caos em Franca. Nossa cidade foi devastada por um mini tufão de 80 quilômetros por hora que causou estragos em demasia. Muitos bairros ainda sem luz, moradias destruídas, pessoas feridas e só hoje tive acesso a internet.

    Adorei seu texto, J. Morgado. Você está certíssimo. Parabéns pela crônica. Não vou me estender porque tenho aulas agora pela manhã e estou de saida.

    Bj

    Giovanna - Franca - SP

    ResponderExcluir
  8. Bom dia

    É um prazer conversar com você.
    Parece que além da Polícia Federal, o governo do Alquimin mandou sua polícia se mexer e estourar com as grutas de Ali-Babá existentes em cidades da Grande São Paulo e interior.
    Esperamos que continue indefinidamente.
    No mais, a solução continua em nossas mãos.
    Um fraterno abraço

    Paz. Muita Paz.
    J. Morgado

    ResponderExcluir
  9. Oi J. Morgado e Edward, como fiquei contente com a volta do blog. Desde a manhã estou tentando postar meu comentário, mas está difícil, estão solicitando um novo cadastro. Será que isso foi pelo tempo que o Google ficou parado? A Andressa tentou várias vezes e... Nada! Conversei agora com ela pelo celular.

    A respeito do texto seu, J. Morgado, o primeiro tópico, você está com razão total. Não sou contra a liberdade sexual, mas multidões estão se destruindo por falta de responsabilidade. Daí, crianças são abortadas, abandonadas e desprezadas. Cada dia, mais gente de todas as idades é contaminada por doenças que podem levar ao óbito, como a Aids. Pessoas adoecem por absoluta ignorância e falta de responsabilidade. Iguais turbulências são as guerras, o ódio e a corrupção que empobrecem todo o mundo, não apenas quem é afetado diretamente.

    Parabéns pela crônica e viva a volta do nosso blog... Vivaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Bom fim de semana pra vcs...

    Gabriela - SP

    ResponderExcluir
  10. Olá gente!
    Eu já estava com saudades.
    Dei uma lida rápida na matéria de hoje, voltarei a noite para dar um parecer de acordo com os meus ensinamentos clérigos a respeito dessas situações expostas pelo Morgado.

    ResponderExcluir
  11. Olá Gaby...
    Pela manhã também fui comunicado pelo Eduardo de que ele não estava conseguindo postar seu comentário, em virtude de algumas exigências do Google. Já entrei em contato com os responsáveis tentando resolver de vez este problema. Não creio que tenha sido pelo tempo em que o blog ficou parado. Vez ou outra o Google pede mesmo recadastramento das pessoas que participam, possuem blog e comentam apenas. De qualquer maneira, vamos ver se solucionamos isso.

    Peço aos amigos e amigas que continuem tentando entrar e comentar, muitos (as) conseguiram e sem burocracia. Adianto que o dia é de problemas para o Google. Quase nenhum blog, como esse, está conseguindo mostrar as fotos dos seguidores. O espaço está em branco, percebam. Ainda para a Gaby: recebi seu e-mail e vou ao seu blog ver a nova postagem em instantes, tá bom? Já vi a chamada aqui no blog, o primeiro do lado esquerdo

    Forte abraço a todos...

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  12. No Brasil tudo se pode, J. Morgado!Battisti se soma a Ronald Biggs (trem pagador inglês) e Josef Mengele (assassino nazista). Formam uma bela trinca de atacantes e se somam a tantos outros bandidos internacionais que buscaram a ‘terra brasilis’ confiando na fraqueza da autoridade e no ambiente acolhedor próprio do povo.

    Para encerrar bem a semana, a notícia de que o "amigão" Evo Morales deu quinze dias para seus compatriotas bolivianos regularizarem a situação de carros roubados, principalmente roubados no Brasil. Nossa diplomacia não emitiu um som contra essa legalização de produto de roubo e se pedir, dom Evo leva uma grana a mais.

    Palocci caiu, o tal do Luiz Sérgio está caindo, o vendaval mostrou a "indecêndia" de atendimento da Eletropaulo em dias de chuva e vamos descansar a cuca com a feijoada de sábado e o macarrão de domingo.

    Revolta? Nada disso. É a terra do samba, futebol, cerveja e jeitinho.

    Abraços ao Edward.

    Bom fim de semana!

    Birola - Votuporanga - SP

    ResponderExcluir
  13. Certa vez eu ouvi alguém falando que se você não quiser que seus filhos sejam educados por prostitutas, marginais, homossexuais, mentirosos, corruptos, adúlteros, enfim por boa parte da escória da humanidade, é só desligar a televisão.
    Tem uma novela ai que o personagem alem de ser mais feio que foice no escuro, ele se dá ao luxo de não repetir transa!
    Nessa mesma novela tem outro personagem que está indeciso em relação à sexualidade dele, não sabe se gosta de homem ou mulher.
    E nessa mesma novela, tem uma coroa tarada que pega tudo que aparece, e ainda diz que é insaciável.
    Sem citar outras novelas que enfatizam a “viadagem” como se fosse uma coisa normal.
    Ora, parece-me que a exploração sexual é um bom filão para o perseguido ibope.
    Se você fazer um levantamento da índole dos escritores de novelas, verá que são todos homossexuais.
    Pois é! Pessoas totalmente desequilibradas ditando regras de conduta fragilidas pela falsa moral, encobertada pelos aplausos da maioria da população que sem raciocínio lógico aderem a essas macabras situações desajustadas de desregramento moral.

    Padre Euvideo.

    ResponderExcluir
  14. Olá Amigos

    Boa tarde

    Muito frio aqui na Baixada.

    Um bom fim de semana a todos.

    Paz. Muita Paz.

    J. Morgado

    ResponderExcluir
  15. Nada mais agradável do que ver nosso pedacinho de volta. Li ontem, com atenção, o texto de J. Morgado, mas não consegui manifestar minha opinião porque encontrei problemas para postar o comentário. Com certeza aos poucos tudo volta ao normal. O ítem que mais chamou a minha atenção neste artigo de J. Morgado foi em relação ao novo desarmamento da população. Fico pensativa: mas o que será afinal que pensa o governo brasileiro? Outra campanha para desarmar a população e nenhuma para desarmar os bandidos? Vamos continuar enfiados dentro de casa, cercados de grades e cães até quando? Nossa polícia precisa estar melhor aparelhada para competir com os marginais que usam armas sofisticadas e o cidadão precisa ter, pelo menos, o direito de ter paz e tranquilidade em sua casa. Até quando vamos continuar reféns de desocupados?

    Que este final de semana seja tranquilo para todos!

    Edward, continuo torcendo por você, tudo vai correr bem, com a graça de Deus. Grata por ter respondido meu e-mail.

    Bjs

    Andressa - São Paulo

    ResponderExcluir
  16. Amigos do blog de ouro,boa noite !!
    Como mesmo Edward já disse,após um longo e tenebroso inverno eis o "nosso" blog de volta.
    Juliano Morgado,meu amigão, após lêr todos os itens de seu artigo,detive-me em analizar o PRIMEIRO,que diz sobre a liberdade sexual para comentar que não existe gravidês indesejada,porque,"quando um não quér, dois não brigam" não é mesmo ??.
    Quanto aos demais itens,concordo plenamente com tudo o que foi exposto pelo ótimo articulista
    Abraço Edward e Juliano.
    Abraços tambem aos demais amigos do blog.
    Tenham todos um ótimo domingo.

    (tambem tive dificuldades em postar meu comentário)

    Admir Morgado
    Praia Grande SP

    ResponderExcluir
  17. Que bom que vc resolveu reativar seu blog, Edward. Gostei da crônica do seu amigo J. Morgado.

    Um bom domingo!

    Beijos

    Fabiana

    ResponderExcluir
  18. Parabéns pelo texto Morgado,eu também gostaria de dizer que você está errado.
    Querido amigo Edward, que surpresa boa,o seu retorno. Continuo torcendo por você.
    Bom domingo a todos!!!

    ResponderExcluir
  19. Alo amigo J.Morgado
    Saudação para os amigos circulando no espaço. Edward, bem vindo seja. O Brasil passa oor momentos preocupantes em varios campos, mas quando o STF contradita a Constituição afirmando que homem com homem ou mulher com mulher é familia é porque tudo se perdeu.
    Boa Morgado, é isto aí. Garcia Netto

    ResponderExcluir
  20. Amigo Edward
    Não sabia que tinhas estado doente...realmente estranhei que a Páscoa por aqui se prolongasse tanto!! Vim espreitar muita vez...mas voltaste e estás bem e isso. é o que importa!
    Quanto ao artigo do J. Morgado, infelizmente não está errado!
    Imaginemos que colhiamos o fruto e, só depois, é que a árvore dava flor...Chamariamos um acontecimento bizarro , anormal...
    Pois é o que acontece com a sociedade de hoje e em todos os campos!
    Já não sabemos onde ficam as raízes e até baralhamos as estações do ano...A matéria suplantou o espírito e trocamos o ciclo da vida!! E depois admiram-se?? De quê? Estavam lá todos os sinais da hecatombe!
    Beijos
    Graça

    ResponderExcluir
  21. Olá Meus amigos

    Bom dia

    Que é bom ver os amigos do blog se manifestando.

    Garcia Netto e Graça Pereira a gentil co-patrícia, um grande abraço para vocês.

    Paz. Muita Paz.

    J. Morgado

    ResponderExcluir
  22. LUIZ ANTÔNIO DE QUEIROZquarta-feira, 15 junho, 2011

    Olá amigo J.Morgado e demais blogueiros,

    De fato estamos atravessando um momento de grande turbulência em que "parece" que tudo está ruindo. Mas é apenas uma fase de transição que o planeta está passando. Várias criaturas estão tendo a oportunidade de evoluir moralmente e ainda transitam apenas na satisfação dos gozos. Precisamos refletir em que ponto nos deixamos arrastar para não perdermos também essa preciosa oportunidade de crescimento. Oportunidade sim, pois se estamos de frente a uma porta larga que nos leva à perdição e do lado há uma porta estreita que nos leva à felicidade real, precisamos usar o nosso livre arbítrio para fazer a escolha ideal.

    Luiz Antônio de Queiroz
    Franca-SP

    ResponderExcluir
  23. Olá Amigos

    Bom dia

    Vejam como a mídia é implacável.
    Este ano, segundo estatísticas, morreram no trânsito em São Paulo 48 ciclistas. Algum noticiário que chamasse atenção para o fato? Quase nenhum!
    Entretanto, bastou que um empresário-ciclista importante, sofresse um acidente e viesse a falecer para que a imprensa televisiva, impressa e radiofônica fizesse o maior estardalhaço sobre o assunto.
    Qual a razão? Discriminação de classes ou apenas o vil metal?

    Paz. Muita Paz.

    J. Morgado

    ResponderExcluir
  24. Olá amigo. Nós não podemos nos acostumar com a corrupção, com a idéia de que "ele rouba, mas faz". Isso é total inversão de valores. O que ensinar aos nossos adolescentes? Que modelo eles seguirão? As consequências veremos daqui alguns anos. Pelo que li nos comentários, esteve doente. Espero que já esteja plenamente recuperado. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  25. Passei apenas para saber da saúde do Edward...Está tudo bem?
    Deixa um recado no zambeziana p.f.
    beijos para todos.
    Graça

    ResponderExcluir
  26. Olá Graça Pereira


    Graciosa amiga


    O Edward, logo estará entre nós novamente se Deus assim o permitir.

    Um abraço fraterno

    Paz. Muita Paz.

    J. Morgado

    ResponderExcluir
  27. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Viva e deixe viver. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Azues. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  29. Olá Amigos

    A todos que por aqaui passaram, um feliz e próspero ANo Novo.

    Paz. Muita Paz.

    J. Morgado

    ResponderExcluir